A tecnologia de impressão 3D começou a ser utilizada há pouco tempo na construção civil. Apesar de ser uma inovação nesse setor, em 2014 a primeira impressora 3D do mundo completou 30 anos.

Existem diversas formas de aplicação dessa tecnologia na construção civil. Partes de uma edificação e até mesmo um prédio inteiro já foram construídos por meio da impressão 3D. Muitos estudos e pesquisas estão voltados para projetos em larga escala, deixando o processo de construção mais simples e rápido.

Interessou-se pelo assunto? Então continue a leitura deste post para aprender mais e conheça 4 tendências da impressão 3D na construção civil.

Como funciona a impressão 3D

Os métodos de construção de uma edificação, independentemente de qual tipo seja, são sempre parecidos. Basicamente, necessitamos de forma, armação e concreto para materializar um projeto.

Já nas impressoras 3D, o funcionamento se dá por meio da divisão em várias camadas do que será impresso. As camadas serão impressas de baixo para cima e, por meio da sobreposição delas, o projeto será materializado.

Na construção civil, o processo é similar. Porém, os cartuchos das impressoras são de cimento e o tamanho delas é absurdo, chegando a serem comparadas a um guindaste, por exemplo.

Tendências da impressão 3D na construção civil

1. Paredes, lajes, vigas e pilares

O professor da Universidade da Califórnia do Sul, Behrokh Khoshnevis, realizou diversos trabalhos voltados para a utilização da impressão 3D na construção civil. Suas pesquisas permitiram que ele criasse a Contour Crafting (CC), uma impressora 3D de grande escala.

Por meio da Coutour Crafting foi possível realizar a automatização parcial da construção de paredes, lajes, vigas e pilares, além de outros elementos de uma edificação. O material utilizado inicialmente foi o cimento, mas hoje já é possível empregar ligamentos de aço e outros materiais, como polímeros enriquecidos com diversas fibras. Fantástico, não é mesmo?

2. Automatização da construção

Uma tendência da impressão 3D que veio para ficar é a automatização da construção. As impressões de peças de uma edificação são realizadas por meio de um posicionamento robótico.

Como todo o processo é controlado por computadores, algumas etapas foram automatizadas, não necessitando mais de profissionais para a sua realização. O correto posicionamento e colocação de armaduras de aço, peças pré-fabricadas e até mesmo os acabamentos são realizados por programações à distância.

O processo de construção é todo automatizado e as impressoras 3D seguem o que está contemplado no projeto. Isso faz com que sejam evitados erros de interpretação e leitura dos projetos, deixado a construção mais segura. Obviamente, é necessário contratar empresas de qualidade para a execução do planejamento, do projeto arquitetônico, bem como para os demais projetos.

3. Construção mais eficiente

Outra tendência iniciada pela tecnologia de impressão 3D se dá na troca de materiais ocorrida no processo de construção. Grandes edificações necessitam de uma interrupção do fluxo da obra para a troca de peças em equipamentos ou dos insumos utilizados pelos trabalhadores.

O processo de construção de uma parede, por exemplo, passa pela alvenaria e pelos acabamentos. Essas atividades são realizadas em etapas diferentes da obra. Com a impressão 3D, elas podem ser realizadas num mesmo momento, pois é possível alternar entre o gesso de acabamentos e o cimento para a construção das paredes, por exemplo.

Além disso, as canalizações e linhas de energia são facilmente incorporadas nas paredes durante a construção, evitando assim diversas etapas e deixando a construção mais rápida.

4. Sustentabilidade

A utilização da impressão 3D permite que a quantidade de resíduos gerados seja drasticamente reduzida, uma vez que o processo utiliza os materiais em sua totalidade, evitando desperdícios e o seu descarte. Já existe, por exemplo, um cimento com 70% de massa reciclada de vidro, solo e resíduos de outras construções, representando economia na produção do insumo, sendo ainda uma atitude sustentável.

A tecnologia de impressão 3D na construção civil veio para ficar. Na China, foi construído o primeiro prédio do mundo utilizando apenas uma impressora. A edificação residencial possui 5 andares e vários elementos decorativos.

E então, gostou do nosso artigo? Quer se manter informado sobre o assunto? Assine nossa newsletter e não perca nenhum dos nossos conteúdos!