A indústria da construção civil desempenha um papel fundamental na economia brasileira, gerando empregos, renda e arrecadação. Em tempos de recessão econômica, o setor tenta se manter em alta e para isso precisa cortar gastos e aumentar a produtividade. Nesse contexto, a importância do planejamento e gerenciamento de obras tem sido discutida com frequência por empresários e trabalhadores desta indústria.

Com o planejamento é possível garantir que orçamento e prazos serão respeitados e que o cliente estará satisfeito. Imprevistos sempre vão acontecer, mas um bom planejamento minimizará as consequências e impedirá grandes atrasos. Quer saber mais sobre como o planejamento é importante? Leia até o final!

Orçamento e alocação de recursos

O orçamento normalmente é a primeira etapa do projeto e ele tem que ser respeitado para garantir a rentabilidade da obra. Planejadores e engenheiros devem trabalhar juntos para otimizar a alocação de recursos e mão de obra e evitar gastos desnecessários.

O cronograma físico-financeiro precisa ser elaborado cuidadosamente e durante a obra deve-se fazer diariamente uma apuração de custos e receitas. Assim, qualquer desvio será imediatamente notado e corrigido.

Se durante a obra surgirem gastos que não foram previstos, o planejamento pode e deve ser alterado. Mas cuidado: se muitos custos não previstos acontecerem, significa que o planejamento possui falhas – nesse caso, talvez seja necessário contratar mão de obra especializada em planejamento para os próximos projetos.

Tempo e prazo de execução

O prazo é um fator crítico para a maioria das obras e o tempo precisa ser bem gerido, pois cada dia de atraso pode significar muito dinheiro perdido. Por isso, o planejador deve pensar em detalhes como quantos dias úteis estarão disponíveis, feriados durante a obra, clima local e a possibilidade de chuvas que podem paralisar a obra.

Para garantir que não ocorram atrasos, recomenda-se que as equipes de planejamento e engenharia tenham planos de emergência para o caso do plano principal falhar em itens críticos da execução. Os tão temidos imprevistos podem ter seus efeitos minimizados quando a obra está sendo gerida por profissionais capacitados e experientes.

Equipamentos e logística

Uma boa logística pode ser determinante para o sucesso de um projeto. Da mesma maneira, uma logística mal executada pode trazer efeitos negativos para a obra e por isso o planejamento precisa servir como um guia para a equipe de logística.

Ferramentas, máquinas, equipamentos e insumos necessários devem estar bem definidos no planejamento, assim como as datas e períodos durante os quais eles serão utilizados.

Falhas de planejamento e logística são comuns em obras e trazem atrasos e custos extras. Por exemplo, o aluguel de equipamentos em caráter emergencial tem custo mais alto do que uma contratação planejada. A demora no recebimento de materiais e insumos provoca atrasos e paradas da equipe. Planejamento e logística devem estar em sintonia e trabalhar juntos para obter resultados positivos na obra.

A importância do planejamento

Os dados do planejamento e da execução são usados para gerar gráficos, cronogramas, índices, KPIs e histogramas que servem para prever, avaliar e mensurar o desempenho antes, durante e depois da obra.

O planejamento pode aumentar a produtividade e assegurar uma boa rentabilidade dos projetos. Assim, é importante utilizar mão de obra qualificada e experiente para lidar com o planejamento e o gerenciamento de obras.

Agora que você já esclareceu suas dúvidas sobre a importância do planejamento na indústria da construção, é hora de aprender algumas regras para uma boa gestão de obras. Confira!